Hipnose

A hipnose Ericksoniana foi desenvolvida pelo psiquiatra e hipnoterapeuta Dr. Milton H. Erickson.

Hipnose, segundo a definição da Associação Americana de Psicologia, é um estado de consciência que envolve atenção focada e consciência periférica reduzida, caracterizado por uma maior capacidade de resposta à sugestão.

 

É um estado mental ou um tipo de comportamento usualmente induzidos por um procedimento conhecido como indução hipnótica, o qual é geralmente composto de uma série de instruções preliminares e sugestões.

 

O uso da hipnose com propósitos terapêuticos é conhecido como "hipnoterapia".

A Hipnose Ericksoniana respeita os valores, crenças e padrões individuais. Quem passa pelo processo tem a oportunidade de se conectar à recursos próprios, ou seja, a resolução de conflitos é facilitada pelo auto conhecimento.

Através das próprias vivências individuais, é possível elaborar novos planos de ações, ações essas muito mais específicas e assertivas, baseadas em capacidades, habilidades e vivências que muitas vezes encontram-se escondidas em crenças medos, desilusões e tristezas.

A hipnose Ericksoniana pode ser utilizada em diversos processos terapêuticos, psiquiátricos, psicológicos, em constelações, PNL, Coaching e mentoria entre outros.

Algumas Indicações:

  • Ressignificação de crenças limitantes;

  • Melhora na comunicação;

  • Como agente facilitador nos relacionamentos difíceis;

  • Para aumentar a concentração e o foco;

  • Na mudança de comportamentos indesejados;

  •  Na transformação de pensamentos sabotadores;

  • Medos e fobias;

  • Transtornos de ansiedade;